Enviado por: Maria Cristina Meirelles em 09/03/2021 14:40:00 106 leituras

Notícias SAAE reduz vazamentos invisíveis com serviço de geofonia

SAAE reduz vazamentos invisíveis com serviço de geofonia

Autarquia é uma das poucas da região a adotar equipamento no combate as perdas

Se de um lado o Serviço Autônomo de Águas e Esgostos - SAAE tem como finalidade captar, abastecer e oferecer uma água de excelente qualidade, de outro trabalha com um importante sistema preventivo no combate ao desperdício gerado pelos chamados “vazamentos invisíveis” na rede de distribuição de água potável. Por meio da Geofonia, um serviço feito com auxílio de um amplificador eletrônico, fone de ouvido, sensor de solo e a haste de escuta, é possível detectar vazamentos em dutos subterrâneos.
Implantado na autarquia há sete anos, o SAAE de Garça é uma das poucas companhias de abastecimento da região a adotar o Geofone. De acordo com o encarregado do setor de Controle de Perdas, Silvio Cezar Marques, o serviço realizado todos os dias reduziu em pelo menos 50% as ocorrências de vazamento, hidrômetro parado e até mesmo os chamados “gatos”.

No Brasil, segundo estatísticas do Ministério do Desenvolvimento Regional, a perda física da água potável é 39% da produção. Ou seja, do total da água tratada, 39% nem chega na casa dos consumidores. Em Garça, graças ao serviço de geofonia, a perda é bem menor, próximo de 20%.

“Com este monitoramento de escuta é possível evitar danos maiores e emergenciais na rede de abastecimento, como um conserto de ramal ou troca de cavaletes”, explicou Silvio Marques.
A partir da identificação do vazamento, marca-se a área e é aberta ordem de serviço. A geofonia é um trabalho diário, realizado por bairros. Em média, são detectados de dois a três vazamentos invisíveis. Alguns podendo gerar uma perda de água de 500 mil litros/dia. “É um trabalho importante que ajuda a identificar os vazamentos no subsolo e combater vazamentos ainda maiores no futuro”, comentou.
De acordo com o Diretor executivo do SAAE, engº André Pazzini Bomfim, esse é um serviço essencial e eficaz no combate ao desperdício. “Todo nosso trabalho é para gerenciar com maior eficiência as perdas. Quando um vazamento deste tipo é identificado, as equipes de manutenção são acionadas para executar o reparo, em um curto prazo. É um trabalho contínuo e preventivo, e que poucas cidades do interior utilizam”, concluiu.