Enviado por: Maria Cristina Meirelles em 10/02/2021 10:07:03 189 leituras

Notícias DAEE DESTACA A IMPORTÂNCIA DA PERFURAÇÃO DO POÇO PROFUNDO

DAEE DESTACA A IMPORTÂNCIA DA PERFURAÇÃO DO POÇO PROFUNDO

Iniciada em novembro do ano passado, as obras de perfuração do Poço Profundo já ultrapassaram a casa dos 340 metros de profundidade, dos 850 metros estimados para chegar ao Aquífero Guarani, considerado um dos maiores reservatórios de água subterrânea do planeta. Principal obra do SAAE dos últimos 40 anos, o Poço Tubular Profundo vai diminuir a dependência da captação de água de superfície, aumentando em pelo menos 50% a capacidade de abastecimento na cidade.

Na última semana os engenheiros do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), autarquia do governo do Estado, responsáveis pelo projeto de perfuração, João Carlos Polegato e Emílio Carlos Prandi estiveram no Poço acompanhando o andamento da obra e conferindo os diâmetros de perfuração. De acordo com eles, a previsão é que a partir dos 650 metros de profundidade a perfuratriz ultrapasse a camada de basalto e alcance a camada de arenito, onde já se pode começar a sentir a presença da água. “Essa é uma obra baseada em estimativas, em poços já perfurados na região. Mas o sistema adotado aqui revela que teremos um resultado de sucesso”, comentou o projetista, engº Emílio Prandi.  

Das 62 cidades que integram as bacias dos rios Aguapeí e Peixe, apenas Garça, ainda, faz a captação por superfície. A perfuração do poço tubular profundo no Aquífero Guarani, na região do Córrego do Barreiro, será uma fonte alternativa e muito importante, de abastecimento de água para a cidade. A vazão do projeto está estimada entre 150 e 200 m³/h, no entanto a previsão é que o poço profundo possa produzir até 300 metros cúbicos por hora. (Assessoria de Gabinete)