Enviado por: Maria Cristina Meirelles em 02/02/2021 09:44:19 60 leituras

Notícias SAAE INVESTE EM MELHORIA NA CAPTAÇÃO DE ÁGUA

SAAE INVESTE EM MELHORIA NA CAPTAÇÃO DE ÁGUA
Poço profundo vai garantir segurança hídrica à cidade
para os próximos 20 anos
De olho no crescimento e nas demandas do município, o SAAE (Serviço Autônomo de Águas e Esgotos) inicia 2021 com inúmeras obras para melhorar o abastecimento de água na cidade. Entre elas, e certamente, a mais importante é a perfuração do poço tubular profundo no Aquífero Guarani, na região do Córrego do Barreiro, onde está instalada a Estação de Captação e Recalque B1. A vazão de projeto está estimada entre 150 e 200 m³/h, no entanto a previsão é que o poço profundo possa produzir até 300 metros cúbicos por hora. Nesta época do ano, a vazão média captada e aduzida pelas estações B1 e B2 se encontra em torno de 440 m³/h.
Orçada em R$ 3.449.500,00, a obra conta exclusivamente com recursos do SAAE.
Considerada a principal obra da autarquia nas últimas quatro décadas, o poço tubular profundo vai diminuir a dependência da captação de água de superfície, ou seja, dos rios e drenos, aumentando em pelo menos 50% a capacidade de abastecimento e, principalmente, vai evitar o racionamento ou falta de água em períodos de estiagem.
Segundo o Diretor Executivo do SAAE, Eng. André Pazzini Bomfim, o poço profundo no principal manancial de abastecimento da cidade vai trazer segurança hídrica para o município. “Essa obra é um divisor de águas para a autarquia e, principalmente, para o consumidor final que vai ter a garantia do abastecimento, independentemente dos períodos de estiagem. É uma obra para o presente planejada para o futuro”, afirmou.
De acordo com ele, das 62 cidades que integram as bacias dos rios Aguapeí e Peixe, apenas Garça, ainda, faz a captação por superfície. O que fragiliza o abastecimento. “Além das altas temperaturas e dos longos períodos sem chuva, a quantidade do consumo da água subiu significativamente. A cidade cresceu, o setor produtivo se desenvolveu e a água ofertada pelos córregos e represas é insuficiente para atender as demandas”, frisou.
A obra de perfuração do poço tubular profundo, pela empresa Mandaguaí Poços Artesianos de Garça, teve início em novembro do ano passado com previsão de término para o primeiro semestre de 2021. A partir daí terá início todo o trabalho de implantação dos sistemas de captação da água do poço, adução para o sistema e tratamento. “Nosso desafio é trabalhar para oferecer à cidade um alto grau de eficiência, um serviço de qualidade e segurança hídrica para os próximos 20 anos”, concluiu o Diretor Executivo do SAAE, Eng. André Pazzini Bomfim. (Assessoria de Gabinete/SAAE)